Rochas e Minerais Industriais

Muito se fala em minério de ferro, carvão mineral e nióbio, porém as rochas e minerais industriais apresentam valores importantes para a economia de muitos países.

Quando falamos de mineração praticamente automaticamente nossa mente pensa em minérios como o de ferro, nióbio e ouro, contudo essa é apenas uma pequena fração de uma atividade que é muito mais abrangente. Se eu te disser que a mineração está presente desde a sua comida até o chão em que caminhamos, você acreditaria? E se eu disser que é graças a mineração que temos cimento para usar na construção civil? São nesses casos que entram as Rochas e Minerais Industriais (RMI)!

Atualmente, os minerais são divididos em três classes: os metálicos (ferro, ouro, lítio, cobre etc.), não metálicos (enxofre, fosfatos, diamante etc.) e os minerais energéticos (urânio, tório etc.) e são os minerais da segunda classe que nos interessa nesse post. Rochas e Minerais Industriais são todas as rochas e minerais, sintéticos ou não, que por suas características químicas e físicas são empregados nos setores mais diversos da indústria. Envolvem mais de duzentos tipos de rochas e minerais que possuem operações de lavra e beneficiamento diferenciados em função da tipologia da jazida e características mineralógicas. Esse grupo é muito importante para a economia mundial, por exemplo, a produção de agregados para a construção civil está no topo da produção mineral mundial em volume minerado. Além disso, areia e brita são os agregados mais consumidos no mundo e são um forte indicadores socioeconômico, já que estão muito relacionados a investimentos em habitação, saneamento básicos, construção de hidrelétricas e etc.

As RMI são classificadas em grupos de acordo com a sua aplicação.

  • Cerâmicos: são minerais utilizados para confecção de cerâmicas. Esse grupo é dominado pelos argilominerais que são formados a partir do intemperismo de silicatos. Caulim, talco e calcita são alguns dos minerais desse grupo.

  • Abrasivos: são usados em situações nas quais são necessários abrasividade e está fortemente ligado a minerais de dureza elevada dos minerais. Alguns exemplos são quartzo, diamante (na maioria das vezes é usado o sintético) e corindon.

  • Minerais Verdes: mais conhecidos como green minerals e são usados em aplicações ambientais.

  • Especialidades Minerais: nano minerais que são usados na indústria High Tech com aplicação na ótica e eletrônica.

  • Químicos e Metalúrgicos: apresentam diversas aplicações, principalmente na indústria petroquímica. Enxofre, barita e fluorita são alguns minerais dessa classe.

  • Fertilizantes: é usado na indústria agromineral para desenvolver nutrientes absorvidos pelas plantas para o solo e na fabricação de rações. Alguns exemplos são: fosfato e calcário.

  • Isolantes: São usados em situações que tenham grande choque térmico e temperaturas elevadas e está relacionado a minerais que apresentam baixa condutibilidade térmica e baixo coeficiente de dilatação, como é o caso da muscovita.

  • Agregados de construção civil: são usados como agregados na construção civil (areia e brita são os mais comuns) e em aditivos para cimento, gesso, cal, ornamentação e revestimento (ardósia, granito e mármore).

São muitas as aplicações dessa classe de minerais e rochas nos provando como a mineração está presente em cada um dos momentos da nossa vida.

A Optive está nas redes sociais!

Instagram

LinkedIn